Blues, Beat & Beer
terça-feira, novembro 22, 2005
  De Passagem no Inferno

Exceto o frio, nada de especial naquele dia,
Sem vento, sem neblina e nem sinal de neve tardia,
Sem nenhum arrependimento e seguro do que pretendia,
De um só gole, deixei a taça vazia.

Não foi cortando os pulsos, nem com um tiro no peito,
Nenhuma gota de sangue, só um gole do vinho mortal,
A forma não importava, nem mesmo necessitava de leito,
Somente o motivo que me levava ao reino infernal.

O veneno desceu queimando a áspera garganta,
A cabeça explodia, o corpo imobilizado, somente o pensamento existia,
O segundo virou minuto e o minuto virou hora,
O momento esperado enfim chegara agora.

"Porque acelerar o inevitável?", assim perguntou o diabo,
Com pose de Rei em seu mundo infernal,
Sem mostrar surpresa ou impotência, nem mesmo ansiedade,
Respondi, "Somente um motivo: curiosidade".
 
Comments: Postar um comentário

<< Home

Site Meter

Divulgue o seu blog!



Christon Delàs
christon.delas@yahoo.com

"It comes blundering over the
Boulders at night, it stays
Frightened outside the
Range of my campfire
I go to meet it at the
Edge of the light."
Gary Snyder
(How Poetry Comes to Me)

Um Dia Eu Escrevi Isso
A Origem de Tudo / O Melhor Produto da Religião / O Possante / A Ambição é uma Merda /

Os Ultimos Textos
A Ambição é Uma Merda / Um Dia Como os Outros / Wonderland / O Possante / O Melhor Produto da Religião / Porque Toda Essa Merda? / O Nome do Golpe / Carl Gages, em 1984 / La Grange / A Origem de Tudo /

No Passado
Agosto 2005 / Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Junho 2006 / Setembro 2008 / Fevereiro 2009 / Junho 2009 / Maio 2011 / Setembro 2012 /